Contabilidade Ribeiro

Notícias

Mercado pet deve crescer 14% em 2021

Levantamento realizado afirma que mercado pet teve crescimento e surge como boa oportunidade de negócio

Autor: Flávia VianaFonte: Conversion

O mercado pet teve um crescimento de 14% em 2021: é o que mostra o levantamento da Euromonitor Internacional. O Brasil é o segundo país que mais comercializa produtos para animais de estimação, sendo 6,4% da participação global.

O aumento desses dados foi impulsionado pela pandemia. O setor foi considerado comércio essencial, o que manteve os pet shops abertos. As pessoas que possuem o seu animal de estimação passaram a trabalhar em casa e permanecer mais tempo na residência, ocasionando mais gastos com os animais e aumentando o número de adoção.

Nos dias atuais, muitas pessoas passaram a desenvolver um relacionamento ainda mais humanizado com os pets, sendo tratados como filhos e membros da família. A preocupação e o maior investimento na alimentação e na saúde dos animais foram alguns dos fatores que ajudaram a impulsionar o setor.

Diante desse cenário, oportunidades nesse mercado podem se tornar vantajosas para quem quer abrir um negócio. Em 2020, o mercado brasileiro faturou R$ 40,9 bilhões, com destaque para os pet shops de pequeno e médio porte, respondendo a praticamente metade de toda a movimentação, com 48,4%, ou R$ 19,7 bilhões. Logo em seguida, vêm as clínicas e os hospitais veterinários, com 17,9%, ou R$ 7,3 bilhões.

O interesse está relacionado a todos os tipos de animais, mas especialmente aos gatos, com itens mais inovadores. Isso chamou a atenção das grandes marcas e estimulou inclusive a compra de itens de linha premium, com maior valor agregado. Canais online são os favoritos para esse tipo de compra, pois permitem às pessoas a pesquisa por preços e a análise de informações, o que ajuda na melhor decisão de compra.

Quanto aos produtos em geral para o mercado pet, houve crescimento na procura por brinquedos, acessórios e itens relacionados à saúde do pet em todas as classes sociais. Com as pessoas ficando mais em casa, a busca em entreter o seu bichinho se tornou uma das prioridades da casa.

Embora a participação do setor supermercadista no mercado pet ainda seja tímida, há espaço para crescer. Segundo estudos, o varejista que oferecer uma boa variedade de produtos, com marcas de qualidade, com certeza, irá conquistar mais clientes, inclusive em plataformas de e-commerce.

A adoção de animais é uma tendência que aumentará conforme o passar dos anos. Muitas pessoas escolhem nomes para gatos ou cachorros e começam a criar o seu bichinho da melhor forma possível. Estar atento a essas mudanças é importante para quem quer abrir um negócio desse nicho.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Boletim Contabilidade Ribeiro

Agenda Tributária

Período: Setembro/2021
D S T Q Q S S
   01020304
05060708091011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Cotação Dólar