Contabilidade Ribeiro

Notícias

O novo varejo: 5 tendências que impactarão o setor no pós-pandemia

Como varejo vai se reinventar para fazer entrega mais relevante para consumidor, colocando-o no centro de qualquer estratégia?

Autor: Flávia VianaFonte: A Autora

Com o fechamento do comércio vivido durante o auge da pandemia, os consumidores do mundo todo tiveram de buscar novas formas de comprar, impondo aos varejistas a entrega de uma nova experiência.

De acordo com uma pesquisa da consultoria PwC, 30% dos brasileiros declararam fazer compras frequentes pelo celular – hoje, o canal preferido dos consumidores no país –, ao passo que 50% das compras efetuadas em lojas físicas são influenciadas pela internet.

Já não há mais espaço para uma experiência de consumo que não passe pelo digital, e essa mudança no comportamento dos consumidores coloca desafios para vários pontos da operação dos varejistas – desde a adaptação para canais híbridos físico-digitais, a cadeia de suprimentos e a logística, até o posicionamento de marca.

Vem aí um novo varejo, que já está se consolidando e vai ditar o sucesso dos negócios para quem souber se adaptar.

Varejo ligado no data-driven

Os consumidores de hoje querem mais do que preço bom e disponibilidade ou novos produtos: buscam uma experiência única. Por isso, a personalização do consumo, a partir de dados, tratando os consumidores como indivíduos e indo além na experiência de consumo, tem sido uma tacada de mestre para atrair clientes.

É o chamado varejo data-driven, onde as empresas usam toda a sua expertise em análise de dados para a melhor conversão e fidelização de clientes.

Práticas ESG: sustentabilidade nos negócios

Se ainda havia empresas colocando essa pauta em segundo plano, isso já não é mais possível. Há uma pressão de toda a sociedade, incluindo cidadãos, investidores e regulações mundiais, por marcas que assumam uma agenda de ESG (sigla para Environment, Social e Governance), olhando para seus negócios com uma ótica mais sustentável e socialmente responsável.

A melhor jornada de compra

O consumidor está cada vez mais exigente quanto ao tempo de entrega dos produtos. Por mais que a jornada comece no online, os clientes buscam rastreabilidade, segurança e muitos querem entregas quase que instantâneas.

Isso tem levado o setor do varejo a buscar meios mais criativos para atender às expectativas do consumidor, bem como à digitalização da sua cadeia de suprimentos.

Novo papel da loja física

A união da experiência física e da digital dos clientes, também conhecida como varejo phygital, está mostrando que veio para ficar. Pagamento por celular, logística adequada às retiradas em compras feitas por apps, realidade aumentada para testar produtos e apps para escanear códigos de barra são armas já em uso para maximizar a visita dos clientes às lojas físicas.

Diversidade e inclusão

Como atrair um consumidor cada vez mais multifacetado? Não é a digitalização e a robotização que vão dar respostas para tudo. É preciso trabalhar com equipes culturalmente diversas, que podem alcançar melhor esses novos consumidores.

Um dos principais meios para isso é através de diversidade e inclusão, dois pilares que são capazes de tornar as empresas mais criativas e dinâmicas e gerar diálogos mais potentes com o público-alvo do varejo.

Estas são as principais tendências que o varejo está trilhando. Já está claro que, para além dos meios de pagamento digitais, mais ágeis e seguros, como as criptomoedas, existem caminhos inegáveis para um futuro de sucesso neste setor.

A pergunta não é só como comprar bitcoin para mergulhar mais a fundo no novo universo do varejo. O consumidor quer pagar em instantes, com praticidade e no conforto da sua casa, mas ele quer muito mais.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos
  • Melhores

Boletim Contabilidade Ribeiro

Agenda Tributária

Período: Janeiro/2022
D S T Q Q S S
      01
02030405060708
09101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Cotação Dólar