Contabilidade Ribeiro

Notícias

Storytelling: 5 dicas para empresas adotá-lo internamente

Quando utilizado de forma correta, o storytelling traz inúmeros benefícios para as empresas, melhorando a satisfação da equipe de profissionais e proporcionando melhores resultados

Mais poderoso em relação ao uso de dados persuasivos, estudos comprovam que contar histórias é a melhor forma de criar conexões com o ouvinte. No mercado corporativo, a prática do storytelling ajuda a transformar e modelar a cultura organizacional, aproximando os colaboradores do propósito da empresa, gerando maior motivação e engajamento, o que reflete na satisfação e nos resultados alcançados, e pode ser usada em treinamentos, apresentações de vendas e ações de RH, por exemplo.

O especialista em storytelling, o roteirista e CEO da produtora paulistana La Casa de la Madre, André Castilho, dá cinco dicas para empresas que desejam adotar as técnicas internamente.

1) Ser sincero e verdadeiro é o conceito básico do storytelling. Utilize momentos e experiências reais para se conectar mais profundamente com o público interno. Dar detalhes ajuda a despertar emoções e fazer com que o espectador se sinta parte da experiência narrada, criando confiança e vontade de trabalhar para aquela empresa.

2) Não se restrinja apenas a contar as histórias dos donos e fundadores da empresa. Histórias acontecem o tempo todo no dia a dia corporativo e cada funcionário tem a sua, cada cliente se relaciona com um serviço ou produto em um contexto específico gerando uma experiência única. Contar histórias de membros da equipe motiva os demais colaboradores, que passam a se sentir reconhecidos e motivados.

3) Marcas são conceitos de valor. Por isso, crie conexões entre os valores da empresa e aqueles que são importantes para os profissionais que trabalham nela. Isso permite que os colaboradores se sintam engajados em um propósito maior, fazendo com que eles queiram fazer parte da cultura da empresa de forma mais proativa.

4) Escolha onde contar essas histórias para os colaboradores. Plataformas de endomarketing são boas, porém a interação direta com a equipe por meio de redes sociais, por exemplo, é uma forma de mostrar que as histórias da empresa fazem parte da vida de cada um deles e vice-versa. É importante marcar os personagens retratados em cada post, além de criar conteúdos informais e interativos. Uma ideia interessante é convidar os colaboradores a darem dicas de histórias a serem contadas, o que torna o material mais humano. Além disso, é preciso atentar-se ao conteúdo, já que cada plataforma apresenta características e ferramentas específicas.

5) Ao trabalhar com storytelling internamente, as empresas podem descobrir histórias que virão a se tornar oportunidades externas. Uma boa história ou experiência, por exemplo, pode se tornar parte de uma campanha de marketing da marca, humanizando-a diante de seus clientes, gerando maior empatia e identificação. Contar com a ajuda de especialistas em storytelling para fazer parte desses processos é fundamental para garantir resultados mais assertivos.

Últimas Notícias

  • Empresariais
  • Técnicas
  • Estaduais
  • Artigos

Agenda Tributária

Período: Dezembro/2017
D S T Q Q S S
     0102
03040506070809
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Cotação Dólar